Star Wars VII e suas várias polêmicas

Publicada em 22:01 - 06/01/2016 por PenelopeC

MINHA DEUSA MARAVILHOSA, PODEROSA E PURPURINADA, o que foi esse filme, gente??? Perfeito, lindo, mais que demais, fodástico e muito inspirador (em vários sentidos). Vou tentar falar um pouco dessas questões inspiradoras. Além disso, preciso comentar que o privilégio de assistir esse filme em todo o conforto de uma sala VIP foi sensacional. E o fato de ter assistido junto com minha família e uma nova amiga linda deixou tudo ainda mais legal (quem não gosta de sair da sala de cinema falando das suas cenas favoritas e dos personagens mais odiados?)

Sim, vou polemizar. Sim, vou escrever VÁRIAS coisas aleatórias sobre o filme. Sim, pode ser que tenha SPOILER. Deal with it, ou então aperta o X ali no cantinho que fica todo mundo feliz =)

Primeiro, e antes de mais nada, vamos falar da dor de cotovelo MASTER que o George Lucas tá sofrendo? Gente, o que foi a entrevista dele falando que vendeu a franquia para mestres de escravos? Hehehe O cara vendeu a franquia por US$ 4 bilhões em 2012 e ainda tá sofrendo as dores do divórcio. Deve ser por conta do sucesso estrondoso, a franquia de Star Wars vale hoje para a Disney US$ 10 bilhões.

Agora, independentemente do valor, o novo filme agradou muita gente. Acredito que alguns infelizes possam não ter gostado, mas eu me impressionei muito e adorei o resultado final. O filme foi uma homenagem à trilogia inicial, sem deixar desejar em roteiro, efeitos especiais, fotografia, maquiagem, figurino, trilha sonora, e sabe-se lá mais quantas categorias tem no Oscar.

Mas vamos falar sério. Tirando a presença maravilhosa do Han Solo, da Leia, do Luke do Chewbacca, não podemos negar que os personagens principais são incríveis: UMA MULHER E UM NEGRO! Finalmente, representatividade no cinema!!!! (emoticons batendo palmas). E não são um homem e uma mulher qualquer. São personagens fortes, carismáticos, emocionantes, instigantes e apaixonantes. São personagens principais de verdade, que possuem história, que são lutadores, que foram interpretados por atores fantásticos e que me quase me fizeram chorar em vários momentos. E são sim representantes de uma minoria que 99% do tempo são deixadas de lado pela indústria da mídia, ou no máximo ficam com papéis coadjuvantes. Mas, felizmente, isso é uma coisa que vem mudando (a passos de tartaruga, mas melhor que nada, né? Quem não se emocionou com a Viola Davis no Emmy?). Quase chorei quando vi a imagem no facebook de um menino negro todo feliz porque achou um boneco igual a ele. Falta só achar aqui no Brasil um boneco da Rey pra minha estante que eu fico feliz!

E isso sem falar nas possibilidades de um primeiro casal gay na franquia. É, gente. Essa franquia que tem 6 filmes, milhares de espécies intergalácticas, mas ainda não tem um casal gay. Vamos torcer para que isso mude, né?

E, para finalizar, senão me empolgo e escrevo até semana que vem, o que vocês acham que virá a seguir, nos próximos filmes?

 

Vou deixar um vídeo aqui de brinde pra vocês. Não tem spoiler. 


Outras postagens



Comente

Parceiros

Podcast

Facebook

InSUBs - Qualidade é InSUBstituível © 2007 - 2017 - Termos e condições de uso.