Sobrevivência

Publicada em 23:08 - 03/08/2014 por Zeca

Não dar valor a determinadas coisas é uma das atividades preferidas e mais recorrentes da nossa vida. São inúmeras as vezes em que nos preocupamos e perdemos tempo demais com coisas ou pessoas que não importam enquanto aquelas que realmente importam ficam de lado. E por mais absurdo que pareça, uma das coisas que geralmente fica no topo dessa lista é aquela que mais deveríamos valorizar: a nossa própria vida. A vida humana é extremamente frágil e não é todo mundo que reconhece isso até se deparar com uma situação de vida ou morte ou perder alguém próximo. Como diria Bill Watterson, sempre achamos que certas coisas só acontecem com "outras pessoas", sem nos lembrar que nós somos "outras pessoas" pra todo mundo. E para colocar tudo isso em evidência, existem as histórias que nos são contadas. Aí que entram as séries e os filmes, que além de entreter, por muitas vezes nos fazem refletir sobre o que acontece na nossa realidade. É aquela velha pergunta: "O que eu faria se isso acontecesse comigo?". Algumas séries fizeram isso muito bem ao colocar a vida humana sob uma perspectiva completamente nova.

Começando por uma das séries mais famosas do mundo: Lost. Naquilo que podia ser só mais um passeio da Malaysia Airlines, um voo que ia de Sydney para Los Angeles cai em algum lugar do Oceano Pacífico, deixando 48 sobreviventes numa ilha deserta. Na primeira e brilhante temporada, antes de todo aquele blá blá blá de escolhidos e Os Outros e luz e não sei o que mais, Lost era essencialmente uma série sobre sobrevivência. Como um grupo de pessoas com passado e personalidades completamente diferentes iriam ter que conviver num lugar primitivo apenas com a esperança de que algum dia, alguém leria o sinal de "PLEH"  e os salvariam daquele pesadelo. Uma premissa extremamente interessante que continuou desse jeito até que a história foi envolvida pelo mistério e a natureza humana na sua forma mais crua já não era mais a protagonista.

Outra série que mostra um grupo de pessoas querendo nada mais além de salvar a própria pele é o hit da AMC, The Walking Dead. Como toda história de zumbi, TWD conta a história de um grupo de sobreviventes de um vírus apocalíptico que devastou a Terra e transformou todo mundo em comedores de cérebro. Além da ameaça dos zumbis, Rick Boladão Grimes e seu grupo ainda precisa se preocupar com os outros grupos de sobreviventes que, tempo depois do surto, começam a entrar em uma verdadeira guerra onde o prêmio são os suprimentos e lugares para sobrevivência e proteção. E é aí que tudo fica interessante, porque lutar contra quem só quer comer seu cérebro e não possui nenhum tipo de consciência é uma coisa, mas se virar contra pessoas como você no puro instinto de "sobrevivência do mais forte" é outra bem diferente. Algo que é bem explorado quando o icônico Governador entra em cena. Tudo bem que os produtores deram uma cagadinha em alguns pontos, mas conseguiram deixar claro que todo mundo, não importa de onde vieram ou quem foram, dada determinada circunstância, pode se tornar alguém perigoso.

Por último, uma das mais novas séries da InSUBs está mostrando o lado oposto de The Walking Dead. Se o grupo de Rick está no meio do fogo cruzado, tendo que lidar com a infecção, em The Last Ship vemos as únicas pessoas do planeta que não tiveram contato com um vírus em busca de uma salvação para a humanidade. A série conta a história do navio USS Nathan James, cuja tripulação estava no Ártico numa missão secreta. Secreta mesmo até para o próprio capitão Tom Chandler. A missão estaria, na verdade, nas mãos da Dra. Rachel Scott, responsável por achar uma cura para um vírus desconhecido que estava atacando a população. Além da ameaça do vírus, a tripulação precisa se proteger de inimigos que estão à procura da cura e de problemas do próprio navio, como passar dois dias sem água.

Então, fica a dica. Antes de se preocupar com besteiras, lembre que amanhã você pode cruzar a rua e ser atingido por um carro. Ou ter que fugir de um zumbi e dar um headshot nele, o que seria bem mais maneiro.

Consegue lembrar de mais alguma série que te fez pensar sobre o tal do carpe diem? Comente aí embaixo!


Outras postagens



Comente

Parceiros

Podcast

Facebook

InSUBs - Qualidade é InSUBstituível © 2007 - 2017 - Termos e condições de uso.