Frankie nº 7 - Homeland

Publicada em 15:12 - 12/12/2014 por PenelopeC

Homeland é uma série que eu não imaginei que iria gostar tanto. Apesar de eu ser bastante adepta às séries policiais (CSI, NCIS, Criminal Minds, Law & Order e afins), eu achava que o plot em torno do terrorismo não iria me agradar. Por isso só resolvi assistir a primeira temporada este ano, durante as minhas folgas das séries (a chamada summer season, entre junho-setembro). Naquela ideia de: não tenho nada melhor pra fazer mesmo. Resolvi baixar a primeira temporada de uma vez só, mesmo ainda não muito convencida de que iria gostar da série. Antes de mais nada, era preciso deixar de lado o meu preconceito de Ensino Médio insistindo que uma série feita por americanos só ia descer o pau nos iranianos, iraquianos ou seja lá o que for, e os americanos seriam os mocinhos da história. Superado este meu preconceito, me surpreendi com uma série que me conquistou na primeira meia hora. Assisti as duas primeiras temporadas em uma semana. Acho que o mais me prendeu foi aquele suspense inicial mais marcante: O Brody é um vira-casaco? O Brody é mocinho? O Brody é um babaca? O Brody é terrorista? O Brody é agente da CIA? E ainda: A Carrie é maluca? A Carrie só faz isso por causa do trabalho? A Carrie pirou de vez? A Carrie é apaixonada pelo Brody? A Carrie só pode ser bipolar, meu deus!!!! Olha, eu fiquei tão tensa que acabei respirando um pouco entre essas duas primeiras temporadas e a terceira (que ainda não acabei de ver!) Mas, no fundo, o que mais me prendeu à série e aos personagens é o roteiro brilhante, cativante, e diferente do que se vê hoje em dia. Não temos uma mocinha típica, o mocinho tá longe de ser mocinho, e a vida de todo mundo é uma loucura (inclusive a da família do Brody e do Sal, vou te contar... todo mundo doido. E se eu fosse a Jess, já tinha largado o Brody no primeiro episódio pra ficar com o amigo gato dele). A série conseguiu evoluir sem necessariamente ficar presa à história da primeira temporada. Mesmo depois de tudo que deve ter acontecido na terceira temporada, vamos combinar, a cada episódio que acaba da quarta temporada eu fico contando as horas pro próximo! Os caras conseguem deixar tudo muito bem amarrado, deixando o espectador super ansioso para o que acontecerá em seguida. Agora, vamos ver o que a louca da Carrie vai fazer sozinha, livre, leve e solta em Islamabad. Tenho medo só de pensar no que ela vai aprontar...

PenélopeC.

Revisores InSUBs


Outras postagens



Comente

Parceiros

Podcast

Facebook

InSUBs - Qualidade é InSUBstituível © 2007 - 2017 - Termos e condições de uso.