Eu, robô?

Publicada em 01:06 - 09/06/2014 por Zeca

Eu não consigo chorar assistindo filmes e séries. Não quero dar uma de macho alfa, até porque as únicas coisas de macho alfa que eu tenho são o meu pinto e minha heterossexualidade, mas eu simplesmente não consigo me conectar com uma obra ao ponto de me desmanchar em prantos. Hoje fui assistir o filme "A Culpa é das Estrelas". E meu amigo, se você acha que adolescentes são depressivos é porque você ainda não conhece essa história. Apesar de ser uma bonita história de amor, o filme é muito triste e ao ouvir várias pessoas chorando na sala de cinema, me vi na mesma situação que tende a se repetir de tempos em tempos: aquela sensação de me sentir como se eu fosse feito de pedra por não conseguir me emocionar com uma história tocante. Foi assim com esse filme, foi assim com "12 Anos de Escravidão", com "O Impossível", com "Marley & Eu"... ok, era um cachorro, mas mesmo assim. Em meio a tantas fungadas de choros chorosos estou eu, de olhos secos. Será que tem alguma coisa de errado comigo por eu achar absurdo que alguém se emocione não apenas com uma obra em vídeo, mas com o livro, por exemplo? Eu sou insensível ou simplesmente separo muito bem a realidade da ficção?

Ironicamente, a última vez que eu chorei assistindo alguma coisa foi com uma comédia, há 10 anos atrás quando me despedi de Friends. De lá pra cá, não consigo pensar em um episódio sequer onde isso tenha se repetido. Isso quase mudou quando assisti "O Impossível". Pra quem não conhece, o filme é baseado numa história real de uma família que foi atingida pelo tsunami que massacrou a Ásia em meados de 2004. No longa, há uma cena de cortar o coração de qualquer pessoa onde o pai da família liga para o sogro e garante que está fazendo de tudo pare reunir a família de novo depois da tragédia. Lembro de ficar surpreso pela maneira como aquela cena me atingiu e torcer para que aquilo culminasse num choro que viesse a provar que eu não sou um robô, mas nada. Nadica. Nem um pingo. Eu sou o Chandler Bing naquele episódio da sexta temporada de Friends, meus amigos. É insensibilidade ou eu ainda não vi o filme certo pra isso? E vocês, choram com facilidade ou são como eu? Enquanto nada muda por aqui, o jeito é rir. Porque mesmo que eu quisesse chorar, não ia adiantar de muita coisa.


Outras postagens



Comente

Parceiros

Podcast

Facebook

InSUBs - Qualidade é InSUBstituível © 2007 - 2017 - Termos e condições de uso.